CONTROLE DO ÍNDICE GLICÊMICO EM PORTADORES MASCULINOS E FEMININOS DE DIABETES MELLITUS TIPO 2 (DM2) COM IDADE ENTRE 50 E 65 ANOS - RESPOSTAS ENTRE A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA E O USO DE FÁRMACOS E DIETA.

Leverson Ferreira Chaves, Thiago Moreno Ribeiro, Leonardo de Freitas Sepulvida

Resumo


O diabetes é caracterizado por uma elevação da glicemia no jejum causada pela deficiência relativa ou absoluta de insulina. O diabetes poder ser dividido em tipo 1 (DM1), designada pela deficiência absoluta de insulina, e tipo 2 (DM2), onde os indivíduos apresentam uma resistência à insulina plasmática. A redução da resistência à insulina induzida pelo treinamento físico pode promover o controle glicêmico dos portadores de DM2. Através de uma pesquisa descritiva utilizando tipologia de perfil com dados de idade, peso, sexo, altura, índice de massa corporal e índice glicêmico foram escolhidos 16 portadores masculinos e femininos de diabetes mellitus tipo 2 com idade entre 50 e 65 anos, no intuito de demonstrar a diferença entre a atividade física na diminuição do índice glicêmico (IG) em relação a utilização de fármacos e dieta nesses indivíduos. Apesar da resistência dos portadores de DM2 nessa faixa etária a prática do treinamento físico, os resultados demostraram que a atividade física, em relação aos fármacos e dieta, obteve um efeito positivo na redução do peso, do índice de massa corporal e do índice glicêmico dos indivíduos masculinos e femininos portadores de diabetes mellitus tipo 2 com idade entre 50 e 65 anos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Leverson Ferreira Chaves, Thiago Moreno Ribeiro, Leonardo de Freitas Sepulvida

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexação:

             

ISSN: 2446-6778

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.