ABORDAGEM DE PACIENTES COM INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO EM SERVIÇO DE EMERGÊNCIA

Karla Scalfoni Bassetti, Nayara Dias Cezario, Salete de Oliveira Pereira, Júlio Cesar dos Santos Boechat, Cláudio dos Santos Dias Cola, Shirley Rangel Gomes, Aline Cunha Gama Carvalho, Renata Monteiro Teixeira Pontes, Luciana Pereira Moulin

Resumo


O infarto se caracteriza por ser uma situação clínica grave, com risco eminente de óbito, que é determinada por oclusão de uma artéria coronária epicárdica. O objetivo desse artigo é analisar as principais condutas de abordagem em emergências frente a pacientes com infarto agudo do miocárdio. Metodologia: Realizou-se a revisão bibliográfica sistemática de 17 artigos anexados a plataforma BVS, trazendo as principais condutas usadas nas emergências que envolvem o Infarto Agudo do Miocárdio. Resultados: a abordagem inicial no atendimento deve ser rápida e objetiva, começando pela avaliação das características da dor torácica e dos sintomas associados, história pregressa relevante, pelo exame físico direcionado e realização do eletrocardiograma (ECG). Considerações: a demora no atendimento de casos de IAM, pode agravar a situação do paciente e dificultar a abordagem por parte da equipe de emergência que os recebe. Observou-se ainda a precariedade por parte dos serviços de saúde pública no atendimento dessa patologia, e a falta aplicação de protocolos, implicando, dessa forma, no agravamento dos casos de Infarto nas emergências.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Karla Scalfoni Bassetti, Nayara Dias Cezario, Salete de Oliveira Pereira, Júlio Cesar dos Santos Boechat, Cláudio dos Santos Dias Cola, Shirley Rangel Gomes, Aline Cunha Gama Carvalho, Renata Monteiro Teixeira Pontes, Luciana Pereira Moulin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexação:

             

ISSN: 2446-6778

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.