ESTUDO SOBRE A URBANIZAÇÃO DE ÁREAS CARENTES: FAVELAS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Bruno Resende Quintas Coelho, Jhenifer Terezinha Aparecida Mattos Cescon, Laís Tazinato Badaró, Maysa Pontes Rangel, Fernanda Rangel de Azevedo de Paula

Resumo


Inúmeros são os desafios enfrentados em áreas carentes, também chamadas de áreas especiais de interesse social (A.E.I.S.) podendo-se enfatizar a ausência de infraestrutura e planejamento. Estes afetam a população de maneira direta. A aglomeração desordenada de pessoas no meio urbano causa diversos danos, quando não há infraestrutura suficiente para atender à população, e gera uma série de transtornos, sendo eles de ordem ambiental e social. Pode-se destacar questões relacionadas a moradia, poluição, desigualdade social, saúde, educação, violência, criminalidade, entre outros. Neste artigo serão apresentados os mecanismos necessários para a urbanização de áreas especiais de interesse social através da análise de investimentos e normas técnicas aplicadas em infraestrutura feitos pela cidade do Rio de Janeiro, após identificação de setores estratégicos para a urbanização e melhoria da qualidade de vida das A.E.I.S.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Bruno Resende Quintas Coelho, Jhenifer Terezinha Aparecida Mattos Cescon, Laís Tazinato Badaró, Maysa Pontes Rangel, Fernanda Rangel de Azevedo de Paula

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexação:

             

ISSN: 2446-6778

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.